Sobre Nós

 

O INÍCIO

Amantes da culinária goiana, passamos um bom tempo em busca de um produto à base de pequi pronto para consumo, que pudesse ser usado como patê ou manteiga em pães, torrada, tortas, salgados e outros alimentos. Como só encontrávamos pastas para serem utilizadas durante o cozimento dos alimentos, decidimos criar a nossa própria pasta de pequi. A ideia era usá-la para consumo próprio, mas as pessoas iam nos visitar, experimentavam e gostavam tanto que pediam para fazermos para vender.
Em 2014, já estavamos morando em Mambaí(GO), onde a produção e comercialização do pequi é uma das principais fontes de desenvolvimento sustentável da comunidade, então resolvemos iniciar a comercialização da nossa pasta. O sucesso foi tão grande que decidimos ampliar nossa hall de produtos e nunca mais pararmos.
O Sítio Boca do Mato fica em um lugar aconchegante do cerrado goiano, que apresenta uma natureza rica e exuberante, mais especificamente na zona rural. A cidade que integra a Área de Proteção Ambiental (APA) das Nascentes do Rio Vermelho, juntamente com os municípios de Buritinópolis, Damianópolis e Posse.
Apesar de ser considerada uma das regiões mais conservadas do cerrado brasileiro, é uma área que sofre grande pressão do agronegónio, realidade que apenas fortaleceu nosso desejo de promover um trabalho que contribua para o fortalecimento da agricultura familiar, o fomento da agrobiodiversidade e a conservação do cerrado.

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 

A reponsabilidade socioambiental é a premissa fundamental do Sítio Boca do Mato. Além de produção pautada no uso sustentável de ingredientes naturais, o estabelecimento trabalha com a implantação de sistemas agroflorestais (SAFs) e adota medidas para conter os impactos negativos que podem ser causados ao ambiente natural, como o manejo do solo, a utilização de fossa ecológica e o aproveitamento da água cinza dos banheiros para irrigação dos jardins. Também no desenvolvimento dos projetos  sociais e ambientais com a população local e, ainda, participamos e apoiamos eventos e atividades da comunidade que prezem pela valorização da agricultura sustentável.



PROJETOS

      As atividades do Sítio Boca do Mato vão além da produção e comercialização de produtos. Desde o princípio, além da preocupação socioambiental, buscamos exercer nosso papel social e contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população local, por meio de projetos culturais, educacionais e profissionais. São iniciativas que contemplam tanto os jovens e as mulheres de Mambaí e região, quanto os produtores que nos fornecem o pequi, o buriti e a castanha de baru.

Em 2014, ano em que decidimos comercializar a pasta de pequi ao público, promovemos o “Memórias em Movimento: Fortalecendo a Arte no Nordeste Goiano”, projeto aprovado no Fundo de Arte e Cultura de Goiás. Foram ações de dança, arte, circo, teatro e educação ambiental, com o objetivo de resgatar a memória local e a identidade cultural e promover uma troca de experiências por meio da expressão corporal. O sucesso foi tão grande que uma segunda edição aconteceu em 2018. 

Neste tempo, também tivemos os projetos “Raízes do Corpo”, que contou com o apoio da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Assistência Social de Mambaí, e “Expressa o Corpo”, uma iniciativa voluntária do Sítio Boca do Mato que teve a parceria de amigos de todo o Brasil. Ambos com o objetivo de construir e resgatar o cenário cultural do município, bem como a criatividade artística e cidadania dos jovens participantes.

Já com os produtores que nos fornecem matéria-prima, realizamos anualmente uma oficina de boas práticas na manipulação de alimentos e frutos do cerrado. Além de contribuir com o aprimoramento e profissionalização dessas famílias, que vivem do agro extrativismo, nosso intuito é fortificar esta cadeia produtiva para que a matéria-prima fornecida tanto para nós, quanto para o mercado em geral, tenha cada vez mais qualidade.